Artigos

4 dicas para aumentar seu tempo de contribuição do INSS

4 dicas para aumentar o tempo de contribuição do INSS

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

O tempo de contribuição é um dos principais requisitos para você ter acesso aos benefícios do INSS, em especial, a aposentadoria.

Então, os valores e os meses em que você contribuiu para o INSS vão refletir na aprovação e no valor do seu benefício.

Por isso, é muito importante ter essas informações atualizadas nos sistemas do INSS! E você mesmo pode solicitar a atualização.

Como atualizar e aumentar o tempo de contribuição no INSS?

Em alguns casos, você pode pedir para atualizar e aumentar o tempo de contribuição do INSS, assim, aumentar os meses e valores que constam no sistema.

Então, vou comentar agora 4 dicas para você aumentar o seu tempo de contribuição no INSS:

Conversão do tempo de serviço especial

Se você trabalhou em serviço especial até 12/11/2019, ou seja, antes da Reforma da Previdência, será possível converter em serviço comum.

A vantagem dessa conversão é que o tempo em serviço especial vale mais que o tempo em serviços comuns.

A regra de multiplicação é desta maneira:

CONVERTER (TEMPO ESPECIAL)MULHER (COMUM)HOMEM (COMUM)
DE 15 ANOS2,00  2,33
DE 20 ANOS1,50  1,75
DE 25 ANOS1,20  1,40

Então, se a pessoa trabalhou por 20 anos em atividade especial, ao multiplicar esses 20 anos x 1,4 ou 1,2 o tempo comum passa a ser 28 anos para o homem e 25 anos para a mulher.

Para ficar mais fácil de entender, veja outro exemplo:

Carla trabalhou 20 anos em atividade especial, após multiplicar por 1,5, será como se ela tivesse contribuído no serviço comum por 30 anos para o INSS.

> Clique aqui e saiba mais sobre a aposentadoria especial

Averbação do tempo como aluno-aprendiz

Em decisões recentes, foi reconhecido que o aluno que presta serviço como aprendiz em Escola Técnica, pode ter esse período registrado como tempo de contribuição para o INSS.

Assim, você precisa apresentar uma certidão emitida pela escola para comprovar esse tempo de serviço, incluindo as informações sobre o recebimento da remuneração.

Detalhes técnicos importantes: as regras sobre o aluno-aprendiz estão na súmula nº 96 do TCU e na súmula nº 18 da TNU.

Averbação de serviço rural

Você que trabalhou no meio rural e, hoje, trabalha no meio urbano, pode ter direito à aposentadoria por idade, somando esses dois períodos de trabalho.

Nos últimos anos têm ocorrido grande migração do campo para a cidade, então, é muito comum de as pessoas que hoje trabalham na área urbana, terem trabalhado no meio rural.

Por isso, o período em trabalho rural precisa contar no tempo de contribuição, inclusive, o trabalho a partir dos 12 anos.

> Clique aqui e saiba como comprovar o tempo de trabalho rural para a aposentadoria

Pagamento das contribuições em atraso

Os casos em que há a possibilidade de se pagar por contribuições atrasadas são basicamente dois: o contribuinte facultativo e o contribuinte individual.

O contribuinte facultativo é a pessoa que não trabalha, mas opta por pagar o INSS para se ter direito à aposentadoria ou outros benefícios previdenciários.

Já o contribuinte individual é a pessoa que trabalha de forma autônoma ou presta serviços eventuais a empresas, sem que haja qualquer vínculo empregatício.

Nesses dois casos, é possível fazer os pagamentos atrasados, mas existem regras específicas, inclusive sobre o período em atraso que é possível pagar.

> Clique aqui e conheça os detalhes sobre os pagamentos em atraso ao INSS

Atenção! A Receita Federal tem feito o cruzamento dos dados de sistemas de vários órgãos públicos e, assim, tem feito cobranças da Previdência Social aos profissionais liberais e autônomos (saiba mais aqui).

Conclusão

Você verificou que existem possibilidades para você atualizar e aumentar o tempo de contribuição no INSS.

A vantagem de aumentar esse tempo de contribuição é que além dos valores, talvez você consiga se aposentar mais cedo.

Por isso, fique atento às contribuições ao INSS e não deixe de fazer as correções e exigir seus direitos.


>> Acompanhe nossas redes sociais: Facebook e no Instagram.

Artigos relacionados

WhatsApp chat