Artigos

entenda o motivo do resultado da sua perícia médica ainda não ter saído.

Por que o resultado da perícia médica ainda não saiu?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Após fazer a perícia médica agendada há meses, vem a grande ansiedade para acessar ao resultado. Mas, quando chega na hora de conferir, descobre que ainda não saiu.

Isso já aconteceu com você?

Pois é, saiba que isso é mais comum do que imagina, principalmente em perícias para o auxílio-doença.

Isso porque, o INSS criou um serviço para que os segurados possam regularizar seus dados após a realização da perícia médica.

Esse procedimento se chama acerto pós-perícia, e pode ser por conta dele que o seu resultado está demorando.

Com certeza, essa espera é bem frustrante para quem não pode trabalhar e está precisando do benefício.

Por isso, continue a leitura e entenda o que fazer nessa situação!

O que é o acerto pós-perícia?

Normalmente, o resultado da perícia médica deve ser liberado às 21h do mesmo dia em que você a realizou no INSS.

Quando isso não acontece, provavelmente, foi encontrado algum erro nos seus dados ou até mesmo faltou alguma informação importante para a concessão do benefício.

E para regularizar essas pendências, existe o acerto pós-perícia. Sendo essa a principal razão para o resultado da sua perícia médica ainda não ter saído.

Por diversos motivos o acerto pós-perícia pode acontecer, sendo os mais comuns:

  • erros cadastrais: dados pessoais incompletos, NIT incorreto;
  • acerto de vínculos: períodos de contribuição não contabilizados, solicitação do comprovante como MEI, pendências no CNIS.

Assim, o acerto pós-perícia é uma exigência do INSS, destinada aos segurados que já realizaram a perícia, mas ainda não tiveram o resultado.

Se identificou com essa situação? Veja agora como resolvê-la!

Resultado da perícia ainda não saiu, o que fazer?

Comentei agora com você sobre o acerto pós-perícia ser a principal causa para a demora no resultado.

Tendo em vista que a perícia é um dos passos finais para o pedido do benefício, o seu resultado é determinante para saber se irá receber ou não o benefício.

Por isso, passou das 21h do dia em que você fez a sua perícia médica lá no INSS, já fica atento!

Pois, será necessário que você agende o serviço de acerto pós-perícia, através do número 135, na central do INSS.

Importante: você mesmo que deverá entrar em contato com o INSS. Então, muita atenção aqui nessa etapa!

Entrando em contato com a central, você deve fazer exatamente a solicitação do acerto pós-perícia.

Feito isso, agora você precisa ficar de olho no aplicativo ou no site do Meu INSS, pois, é por lá que será informado quais são os dados que estão faltando.

Também é de forma remota que você enviará essas exigências. Assim, não tem necessidade de ir até uma agência do INSS.

Para que você já possa correr atrás de alguma documentação faltante e assim evitar mais dor de cabeça, vou deixar aqui os documentos mais solicitados pelo INSS:

  • pessoais: RG, CPF, comprovante de endereço;
  • do empregado: carteira de trabalho, data do último dia trabalhado (DUT);
  • do trabalhador rural (segurado especial): comprovações de atividade rural (ex: escritura da terra), autodeclaração de segurado especial;
  • segurado facultativo e MEI: comprovantes de pagamentos, carnês do INSS.

Em regra, após solicitar o acerto pós-perícia, o INSS tem o prazo de cinco dias para te informar quais são as documentações pendentes para regularizar o seu cadastro.

Mas eu já solicitei o acerto pós-perícia e mesmo assim não tive resposta, e agora?

Imagina a situação de quem não pode trabalhar por estar incapacitado e ainda não consegue receber do INSS, por conta da demora na análise do acerto pós-perícia?!

Infelizmente, essa é a realidade de vários segurados. Muitos já estão aguardando há meses por uma resposta do INSS.

O que de que forma alguma pode acontecer. Além de toda a frustração causada, essa é uma situação muito urgente e delicada.

Para esses casos, uma alternativa é entrar com um mandado de segurança. Que é uma ação proposta na justiça para proteger o direito do cidadão.

Nesse tipo de ação, o Juiz não irá analisar se quem pediu o benefício tem direito a ele ou não, apenas obrigará o INSS a fazer a análise para que o segurado tenha, finalmente, uma resposta.

Considerando que um benefício previdenciário é a única forma de sobrevivência de muitas famílias brasileiras, o Mandado de Segurança pode ser uma boa solução, pois pode ser mais rápido do que uma ação judicial comum.

Para buscar essa solução para a demora da sua solicitação do acerto pós-perícia, é imprescindível contar com um profissional adequado.

Nesse caso, você pode buscar por um defensor público, na justiça gratuita. Ou, ainda, contar com um advogado especialista no INSS de sua confiança. Ele irá analisar detalhadamente o seu caso.

Achou importantes essas informações? Compartilhe com um conhecido ou para alguém que precise saber disso!

Leia também:

▶️ Acompanhe nossas redes sociais: Facebook | Instagram | TikTok

Artigos relacionados

WhatsApp chat