Artigos

Como funciona a perícia médica do INSS

Como é a perícia médica no INSS? O que você deve fazer?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

A perícia médica no INSS é o momento que você será avaliado por um médico ou perito para avaliar a sua doença, ou incapacidade para o trabalho.

É no momento da perícia que será analisado se você tem direito, ou não, a algum benefício do INSS.

Quando é necessária a perícia médica no INSS?

A perícia médica no INSS é um procedimento obrigatório para todas as pessoas que solicitam o auxílio-doença, auxílio-acidente, a aposentadoria por invalidez ou algumas pensões.

É ali que será definido se você tem direito ao benefício, se ele será prorrogado ou, até mesmo, se vai ocorrer o seu cancelamento.

Por isso, é importante que você fique atento aos procedimentos e leve todos os documentos que podem ser importantes no momento da perícia.

Como funciona a perícia médica do INSS? O que fazer?

Depois de agendar, será marcada uma data para você ir à agência do INSS mais próxima.

Lá na agência, você vai esperar seu momento de ser atendido e, depois, um médico ou perito vai te atender para fazer a sua avaliação.

Você vai apresentar a ele todos os documentos que tiver para comprovar sua doença ou incapacidade para o trabalho.

Não se esqueça de responder corretamente às perguntas e de ser educado!

O momento da perícia não é uma consulta médica ou psicológica, então, seja muito objetivo nas respostas e evite entrar em assuntos que não foram perguntados.

Saiba que até o jeito de você se vestir pode influenciar na perícia. Portanto, evite excessos! Arrume-se de maneira adequada, como, por exemplo, se estivesse indo para o seu trabalho. 

Importante! Os médicos ou peritos do INSS estão bastante acostumados com as perícias e, também, com tentativas de fraude. Por isso, eles sabem quando a pessoa está tentando esconder ou mentir sobre alguma informação.

Quais documentos levar no dia da perícia?

Você pode levar o máximo de documentos que tiver sobre essa doença ou incapacidade. Os documentos básicos são:

  • Documentos pessoais com foto, como RG, CTPS ou CNH (levar originais e não a cópia);
  • Exames e laudos médicos e de tratamentos realizados (todos aqueles relacionados ao problema de saúde do momento);
  • Receitas com os medicamentos que está tomando.

É essencial que os exames, laudos e receitas estejam atualizados, ou seja, emitidos há 6 meses, no máximo.

Se possível, leve um atestado de saúde ocupacional (ASO) emitido por um médico do trabalho; ainda, uma carta feita pela empresa em que consta o seu último dia de trabalho.

Também, é interessante levar um laudo médico, pois ele é mais detalhado que um atestado. No laudo terá um histórico da sua doença ou relato do acidente, além de relacionar essa incapacidade ao seu trabalho atual.

O que você deve fazer se não concordar com o resultado da perícia do INSS?

Mesmo levando vários documentos e demonstrando que você está incapacitado, é comum que o INSS negue o seu benefício.

Então, procure um advogado para te ajudar a analisar o seu caso e, assim, fazer um recurso administrativo ao INSS.

Depois do recurso, se mesmo assim o pedido for negado, ainda será possível entrar com ação na Justiça para pedir o benefício.

Não deixe de procurar os seus direitos, pois isso representa uma renda para você e sua família.

Artigos relacionados

WhatsApp chat