Artigos

Como cadastrar um procuração no INSS?

Procuração no INSS: Como cadastrar?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

A Procuração no INSS é um documento pelo qual permite que outra pessoa receba pagamentos, solicite benefícios e, até mesmo, realize a prova de vida do beneficiário.

Muitas vezes esse documento é utilizado quando o segurado não pode ir sacar o seu pagamento em razão de estar hospitalizado, por exemplo.

Contudo, nomear alguém para agir em seu nome, além de precisar ser uma pessoa na qual você confie, são necessários seguir alguns procedimentos importantes no INSS.

Acompanhe a leitura para saber:

  1. Quando é possível solicitar a Procuração no INSS;
  2. Documentação necessária;
  3. Cadastrar a procuração no Meu INSS;
  4. Prazo de validade da procuração.

Quando é possível solicitar a procuração no INSS?

Permitir que outra pessoa te represente é algo muito sério. Por isso é preciso que haja muito cuidado e atenção na hora de nomear alguém como seu procurador.

No INSS não seria diferente: o beneficiário só poderá nomear um procurador para realizar alguns procedimentos por ele, caso se encontre em alguma dessas situações:

  • Ausência;
  • Doença contagiosa;
  • Impossibilidade de locomoção.

Além disso, o procurador deverá ser maior de 18 anos, podendo responder pelos seus atos.

Mas atenção: com exceção de pais e filhos, não é possível ser procurador de mais de uma pessoa ao mesmo tempo.

Agora que você já sabe quem pode ser nomeado e quando isso é permitido, para que a pessoa possa te representar de fato é necessário cadastrar uma procuração no INSS.

O cadastramento é bem simples e pode ser feito pelo portal do Meu INSS. Mas antes de te explicar o passo a passo, veja os documentos que são indispensáveis para o procedimento.

Documentação necessária

Ter a documentação completa para o cadastramento da procuração no INSS é imprescindível para conseguir a aprovação do INSS no seu requerimento.

Documentos desatualizados ou insuficientes são grandes obstáculos durante qualquer solicitação no INSS.

Dessa forma, para que a análise da sua procuração não demore ainda mais por conta de documentação errada, veja quais são os documentos você deve apresentar.

Documentos de Identificação:

(Do beneficiário e do Procurador)

  • Documento com foto (RG, carteira de trabalho ou CNH);
  • CPF;
  • Comprovante de endereço.

Procuração:

(Assinada pelo beneficiário e o procurador)

Ou ainda:

  • Particular;
  • Pública (registrada no cartório).

Atenção: Caso o beneficiário ou o procurador seja analfabeto, a procuração deve obrigatoriamente ser Pública, ou seja, com registro no cartório.

Termo de responsabilidade assinado pelo segurado:

Demais documentos para comprovar que o segurado precisa de um procurador:

Em caso de:Documentos :
Doença contagiosa ou impossibilidade de andar – Atestado médico relatando a doença ou o motivo da dificuldade de locomoção (com até 30 dias de emissão).
Internação do segurado – Declaração de internação em clínica de reabilitação ou casa de recuperação de dependentes químicos (com até 30 dias de emissão).
Viagem – Declaração escrita de viagem informando se a viagem é dentro do país ou no exterior, com o tempo de duração;
– Atestado de vida legalizado pelo consulado (caso do segurado estiver no exterior).
Prisão do segurado – Atestado de recolhimento à prisão.

Após toda a documentação necessária estiver completa e atualizada, a próxima etapa é fazer o cadastro pelo aplicativo ou site do Meu INSS.

Cadastro da Procuração no Meu INSS

Antes de tudo é necessário ter o CPF e uma senha cadastrado no Meu INSS. Caso não tenha ainda, tenho um artigo perfeito para você:

Entre no site meu.inss.gov.br pelo computador ou baixe o aplicativo no seu celular Android ou iOS.

  • Depois de fazer o seu login (com os dados do beneficiário), clique na opção “Agendamento/ Solicitações”.
  • Clique em “Novo Requerimento” e digite Procuração na barra de pesquisa. Selecione “Cadastrar ou Renovar Procuração”.
  • Após isso, você será direcionado a outra tela para atualizar os seus dados, clique em “Atualizar” e confira ou altere os seus dados pessoais. Feito isso, clique em “Avançar”.

  • Agora é a parte em que você irá adicionar algumas informações importantes.

  • No final da mesma página, você deverá anexar TODA documentação atualizada.

Para enviar a documentação, você deve tirar foto frente e verso de cada documento, inclusive da procuração e do termo de responsabilidade, que devem estar assinados.

Importante: As fotos precisam está legíveis, com todas as informações necessárias visíveis. Não envie se estiverem desfocadas ou ilegíveis.

Cada documento deve está no formato .pdf, colorido, não podendo ultrapassar 50MB. (Se você tiver dificuldades nessa parte, peça ajuda a alguém que entenda de internet).

  • Por fim, é só clicar em “Avançar” e finalizar o cadastro da sua Procuração no INSS.

Qual o tempo para receber uma resposta?

Segundo o INSS, o tempo médio para sua solicitação ter uma resposta é de 30 dias.

Porém, caso a sua documentação não esteja completa ou ilegível, pode demorar ainda mais. Por isso a importância de enviar tudo certo

Por quanto tempo vale uma procuração no INSS?

Saiba que a procuração no INSS tem uma data de validade!

O seu procurador poderá utilizá-la por até 12 meses. Sendo possível ser renovada a cada ano em um período de até 30 dias antes da data de expiração.

Conclusão

Pronto! Agora você sabe como e o que precisa para fazer o cadastro da sua Procuração no INSS.

Com esse documento é possível nomear um procurador para resolver algumas pendências, como a prova de vida e receber pagamentos.

Porém, para não correr nenhum perigo, é muito importante que você nomeie uma pessoa de extrema confiança para isso!

Caso ainda tenha ficado com alguma dúvida, não deixe de ligar para a central 135 ou entrar em contato com um advogado especialista para te ajudar.

Leia também:

▶️ Acompanhe nossas redes sociais: Facebook | Instagram | TikTok

Artigos relacionados

WhatsApp chat