Artigos

INSS estendeu a prova de vida por mais 60 dias

INSS estendeu a prova de vida por mais 60 dias

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

O INSS prorrogou por mais 60 dias o prazo para que as pessoas cumpram algumas obrigações, dentre elas, a prova de vida.

A nova regra foi publicada dia 18/6/2020, com o objetivo de manter os benefícios enquanto permanece a emergência de saúde pública em razão da pandemia do COVID-19.

Mesmo com esses 60 dias a mais, o INSS poderá prorrogar novamente os prazos enquanto durar o estado de emergência devido à pandemia.

São beneficiados com a regra os segurados do INSS que precisam realizar a prova de vida e cumprir outras exigências para manter seus benefícios, como apresentação de declaração de cárcere e apresentação do CPF, por exemplo.

Com isso, também não devem ser negados benefícios para aqueles que não estão conseguindo autenticar documentos e, ainda, apresentar de forma presencial desde que o atendimento nas agências foi suspenso em março deste ano.

O sócio do escritório Escobar Advogados, Gustavo Escobar, comenta:

“As pessoas devem ficar bastante atentas sobre essa suspensão dos prazos para fazer a prova de vida e não ter o benefício suspenso; se necessário, também pedir ajuda para manusear o sistema Meu INSS e enviar os documentos necessários”.

Como serão esses novos procedimentos para a prova de vida?

De acordo com o INSS, será enviada uma carta exigindo a apresentação dos documentos de identificação para os beneficiários com dados errados ou faltantes.

As pessoas convocadas poderão apresentar os documentos pelo sistema Meu INSS e não precisarão apresentar os documentos originais para autenticação de suas cópias.

> Acesse o site meu.inss.gov.br ou aplicativo Meu INSS (Google Play ou App Store).

Caso haja dúvida sobre a documentação que deve ser enviada pelo Meu INSS, o prazo para cumprir essa exigência ficará suspenso até o retorno do atendimento nas agências do INSS.

Por fim, Gustavo Escobar diz que “infelizmente o INSS não ajuda as pessoas que mais precisam dos benefícios, dão informações incompletas ou erradas, assim, as pessoas acabam tendo os benefícios negados ou cortados”.

Por isso, recomendamos que você entre em contato no telefone 135 do INSS e confirme a sua condição.

Se necessário, entre em contato com o seu advogado para ter mais informações sobre o seu benefício.

>> Acompanhe nossa página no Facebook e no Instagram.

Artigos relacionados

WhatsApp chat