Artigos

Como me cadastrar como autônomo no INSS?

Como fazer o cadastro como autônomo no INSS?

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Com certeza, é atraente ter autonomia para organizar suas próprias tarefas, flexibilidade de horários e possibilidade de trabalhar de casa ou qualquer outro lugar.

Assim, essa liberdade profissional é uma das principais características do profissional autônomo.

Contudo, não ter um trabalho formal com carteira assinada, traz outras responsabilidades para o autônomo.

As principais diferenças são em relação aos pagamentos de custos, impostos e taxas. Inclusive, fazer todo o financeiro da atuação individual.

Dentre os custos, o autônomo deve considerar a sua contribuição para a Previdência Social.

Embora as regras da Previdência Social têm mudado bastante nos últimos anos, o autônomo deve pagar essa contribuição.

Como me cadastrar para pagar INSS como autônomo?

O INSS deve ser pago pelo profissional autônomo, porque é obrigatório e também garante vários benefícios, como auxílios, pensão e aposentadoria.

Primeiro, você deve avaliar para quem você presta os seus serviços.

Se for para empresas (CNPJ), o pagamento ao INSS deve ser feito por elas. Nesse caso, desconta-se do valor dos serviços prestados.

Agora, se o serviço prestado for para pessoa física (CPF), é você que deve fazer os pagamentos mensais ao INSS.

Nos dois casos, você deve fazer seu cadastro como autônomo no INSS, profissão chamada de contribuinte individual no INSS.

Etapas para se cadastrar como autônomo no INSS:

  1. Faça sua inscrição no Programa de Integração Social (PIS).

Se você tem Carteira de Trabalho (CTPS) e já trabalhou como empregado com carteira assinada, você já tem um número de PIS.

Atenção! Pode acontecer de o número do PIS que está na Carteira de Trabalho ter sido alterado, então, consulte o seu cartão cidadão, extrato do PIS ou o próprio site do INSS (no menu Cidadão).

  1. O autônomo deve se inscrever no INSS como “contribuinte individual”, pelo Meu INSS ou telefone 135.
  2. Escolher a forma de contribuição, nesse caso, são definidas por 2 códigos:

No código 1007, o valor da contribuição será de 20% do salário, limitado ao teto da previdência, que em 2020 está no valor de R$ 6.101,06.

No código 1163, o valor é de 11% do salário mínimo, que é um pagamento mensal ao INSS de R$ 114,95 (em 2020), assim, você receberá o valor de um salário mínimo de aposentadoria.

  1. Efetuar o pagamento da Guia da Previdência Social (GPS).

A GPS, conhecida como carnê do INSS, pode ser preenchida de forma manual ou pela internet.

Depois de preenchida, você pode fazer o pagamento na agência bancária, lotérica ou site e app do seu banco.

Você tem até o dia 15 do mês seguinte para fazer o pagamento.

Pronto! Está finalizado o seu cadastro como autônomo no INSS.

Dessa forma, você passa a ter garantidos os seus direitos como auxílio-doença e aposentadoria do INSS.

> Saiba como fazer o pagamento em atraso.

Além disso, você evita a cobrança de valores não pagos para a Previdência Social, pois agora você sabe que o pagamento é obrigatório.

>> Acompanhe nossa página no Facebook e no Instagram.

▶️ Acompanhe nossas redes sociais: Facebook | Instagram | TikTok

Artigos relacionados

WhatsApp chat